segunda, 19 de novembro de 2018


Qua, 17 de Outubro de 2018 11:32

Explosão de bomba em faculdade deixa mortos na Crimeia


Agência diz que aluno de 22 anos provocou a explosão e cometeu suicídio. Agências de inteligência russa foram mobilizadas para investigar se a motivação foi terrorista.

A explosão de uma bomba no refeitório de uma faculdade de Kertch, no leste da Crimeia, deixou 18 mortos e cerca de 50 feridos nesta quarta-feira (17).

Um aluno da instituição de 22 anos usou um explosivo improvisado na ação e cometeu suicídio em seguida. Seu corpo foi encontrado baleado na biblioteca, no segundo andar do edifício, de acordo com o representante do governo russo na Crimeia, Sergei Aksyonov. Ele estava no quarto ano.

A maioria das vítimas de explosões era estudante da faculdade técnica. No local, também funciona uma escola vocacional para cerca de 850 adolescentes, de acordo com a BBC.

Os feridos foram levados para hospitais da região. Escolas e pré-escolas da cidade foram esvaziadas após o incidente.

Investigação

As agências de inteligência russa foram mobilizadas para investigar se a motivação foi terrorista. "Os motivos e teorias desta tragédia são minuciosamente investigados. O público será informado sobre os resultados desse esforço das agências de aplicação da lei e serviços especiais", disse o presidente russo, Vladimir Putin.

Autoridades de emergência disseram inicialmente que a explosão tinha sido causada por uma explosão na bomba de gás. Mais tarde, o Comitê Nacional Anti-Terrorismo esclareceu que ela foi causada por um artefato explosivo não identificado.




Twitter - Políticos

Michel Temer


Beto Richa


Rafael Greca


Álvaro Dias


Gleisi Hoffman


Roberto Requião

S5 Box