segunda, 19 de novembro de 2018


Dom, 21 de Outubro de 2018 17:10

Ele sim, e ponto. Ou é ele ou a quadrilha de volta...


Em nova resposta ao ato #elenão realizado em Curitiba, manifestantes pró-Jair Bolsonaro se reuniram na Boca Maldita. Na mobilização deste domingo é possível perceber mensagens de apoio ao candidato do PSL à Presidência da República e faixas de repúdio ao PT, ao candidato Fernando Haddad, e principalmente ao ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, preso na Lava Jato. Um ‘pixuleco’, boneco de ar que representa o ex-presidente na cadeia, foi levantado próximo ao bondinho.

Entre as falas feitas por lideranças no carro de som, muitos frisavam que o objetivo do ato é mostrar que o “Brasil cansou do PT”. Os manifestantes também estendiam bandeiras do Brasil e usavam o grito de guerra “A nossa bandeira jamais será vermelha”.

Patrícia Busato, do movimento República de Curitiba, comentou que a expectativa é de que 50 mil pessoas participem do ato. “Estamos aqui com o #elesim para mostrar que o PT não é mais bem vindo. Estamos em um clima de divisão, mas isso faz parte da democracia. Em um segundo turno, cada um tem o direito de apoiar quem quiser, mas queremos que tudo aqui ocorra em paz”, disse.

Fabiane Valverde também esteve no ato e disse que o objetivo é fazer com que o Brasil seja melhor a partir do ano que vem. “São 14 anos de PT entalados na garganta. Nós, pagadores impostos, acompanhamos calados esse governo que culminou em uma organização criminosa. Chega! Estamos aqui porque queremos que o nosso dinheiro seja de fato revertido ao povo em segurança, saúde, educação e infraestrutura”, comentou.

O ato pró-Bolsonaro deve seguir ao longo da tarde na Rua XV de Novembro. O ato é nacional e acontece em várias outras cidades brasileiras.




Twitter - Políticos

Michel Temer


Beto Richa


Rafael Greca


Álvaro Dias


Gleisi Hoffman


Roberto Requião

S5 Box