segunda, 19 de novembro de 2018


Seg, 29 de Outubro de 2018 12:00

Tucanos se distanciam ainda mais de Dória em SP

Tucanos não aprendem... Tucanos não aprendem...


O Governador eleito de São Paulo, João Doria (PSDB), disse que ainda não recebeu ligação dos principais lideres do seu partido, Geraldo Alckmin e o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso. Questionado durante entrevista à Rádio Globo na manhã desta segunda-feira, 29, Doria desdenhou a ausência de contato e disse que "isso não é importante. Para mim, o que é importante é a eleição", afirmou. Doria foi eleito neste domingo com 51,75% dos votos contra 48,25% de Márcio França (PSB)

Doria emendou afirmando que reconhece a importância dos dois líderes de sua sigla, o prestígio e a força deles, mas que "ficar batendo nessa tecla não é significativo". "Significativo é ser eleito numa eleição em que infelizmente o PSDB saiu perdedor. E aqui saímos vencedores", afirmou o novo governador paulista.

Doria também fez uma crítica velada ao seu atual partido e disse que o "muro" da sigla acabou e o partido, pelo menos em São Paulo, terá lado. Não vai ser mais o (PSDB) do muro, da muralha da china".


Na contramão dos tucanos, Doria disse que já conversou com o presidente eleito Jair Bolsonaro (PSL) ontem à noite. "Ele foi gentilíssimo comigo. Ficamos de ter um encontro nos próximos dias. Espero que hoje possamos sintonizar dia e horário", disse.

Ao citar o programa econômico de Bolsonaro e a parceria que São Paulo terá com o governo federal, Doria destacou a descentralização dos recursos aos Estados. "Ao invés de um governador ter de visitar ministérios com o chapéu na mão, os recursos são destinados aos governadores. E eles destinam às prefeituras", explicou o tucano, salientando a importância de se ter mais dinheiro nas prefeituras, responsáveis por atender diretamente a população. (Cristian Favaro, cristian.favaro@estadao.com)




Twitter - Políticos

Michel Temer


Beto Richa


Rafael Greca


Álvaro Dias


Gleisi Hoffman


Roberto Requião

S5 Box