segunda, 19 de novembro de 2018


Seg, 29 de Outubro de 2018 12:02

Eleitorado mineiro deixou de ser conservador e renovou mesmo



O candidato Romeu Zema, do partido Novo, foi eleito neste domingo (28) o novo governador de Minas Gerais. O candidato do Novo, vencedor do 1º turno, voltou a derrotar Antonio Anastasia (PSDB) no 2º turno e vai governar o estado a partir de 1º de janeiro de 2019, no lugar de Fernando Pimentel (PT).

Com 100% das urnas apuradas, segundo o Tribunal Superior Eleitoral, Zema teve 71,80% dos votos válidos (6.963.806 votos) e Anastasia teve 28,20% dos votos válidos (2.734.535 votos) . O tucano teve menos votos do que no primeiro turno, quando teve votação de 2.814.704 eleitores.

Votos brancos (476.483) e nulos (1.889.351) somaram 2.365.834. Houve ainda 3.631.177 abstenções. Somados brancos, nulos e abstenções, chega-se a 5.997.011votos, mais que o dobro dos votos de Antonio Anastasia. Os votos válidos totalizaram 9.698.449.

O novo governador do estado disse que a política tem que estar mais democratizada e que não pode estar com um grupo fechado. Afirmou ainda que situações como atraso de salário demandam medidas urgentes.

"Os professores recebendo atrasado, os militares a mesma coisa, os pensionistas do estado também, as prefeituras sem os repasses. Então, isso tudo demanda medidas urgentes. Não dá para ficar esperando”, disse.

Ele acrescentou que essas medidas poderão ser impopulares, mas não detalhou quais seriam. “Não tem como viabilizar um estado falido sem você, em alguns momentos, adotar medidas no sentido de equalizar aí a questão do fluxo de caixa, que é o grande problema”, pontuou, reafirmando que haverá cortes em cargos de indicação política.

Segundo ele, a equipe de transição será constituída a partir desta segunda-feira (29), mas ainda não há definição de nomes do secretariado.

Sobre as privatizações, afirmou que estão nos planos mais adiante. Entretanto, ponderou que, neste momento, a venda de estatais “não seria um bom negócio” para os mineiros porque o valor de mercado delas estaria “longe de resolver o problema financeiro de Minas”.

O novo governador falou ainda que recebeu uma ligação do candidato derrotado, Anastasia.




Twitter - Políticos

Michel Temer


Beto Richa


Rafael Greca


Álvaro Dias


Gleisi Hoffman


Roberto Requião

S5 Box