sexta, 16 de novembro de 2018


Ter, 30 de Outubro de 2018 12:30

Projeto que pode deixar bilhetagem do transporte público exclusivamente eletrônica: isso é o futuro...


O projeto de lei que pode deixar a bilhetagem do transporte público de Curitiba exclusivamente eletrônica tramita da Câmara Municipal. A proposta é da prefeitura.

Os objetivos do projeto, segundo a administração municipal, são manter a tarifa equilibrada e aumentar a segurança, já que não haveria mais o uso de dinheiro.

A média de arrastões nos ônibus e estações-tubo é de um a dois por dia, de acordo com o Sindicato dos Motoristas e Cobradores de Ônibus de Curitiba e Região Metropolitana (Sindimoc).

Conforme a administração municipal, 60% dos passageiros entram nos ônibus das linhas urbanas da capital usando o cartão-transporte.

Atualmente, a bilhetagem eletrônica já substitui a cobrança em dinheiro nas linhas que operam com mic

Sem demissões, diz Urbs

A Urbanização de Curitiba S/A (Urbs), que é a autarquia responsável pela gestão do transporte coletivo da cidade, afirmou que não haverá demissão de cobradores.

Ao todo, são quase quatro mil cobradores trabalhando no transporte público, conforme a Urbs. Já o Sindimoc informou que são seis mil trabalhadores.

Ainda segundo a Urbs, o proposta prevê a redução da atividade do cobrador, não a extinção. A autarquia explicou que os cobradores serão reaproveitados em outras funções dentro das empresas.




Twitter - Políticos

Michel Temer


Beto Richa


Rafael Greca


Álvaro Dias


Gleisi Hoffman


Roberto Requião

S5 Box