Sáb, 03 de Novembro de 2018 21:35

LIBERTADORES: GRÊMIO QUERIA ENTRAR PELA PORTA DOS FUNDOS MAS FOI BARRADO PELA CONMEBOL; DECISÃO FOI DIVULGADA NA NOITE DESTE SÁBADO... FINAL SERÁ ENTRE BOCA E RIVER, AMBOS DA ARGENTINA

Técnico Gallardo, o pivô da encrenca Técnico Gallardo, o pivô da encrenca


 Classificado dentro do campo, o River Plate está confirmado na final da Libertadores contra o rival Boca Juniors. Neste sábado, a Conmebol rejeitou o pedido do Grêmio nos tribunais e manteve o resultado do jogo de volta da semifinal, vencido pelos argentinos por 2 a 1. O técnico Marcello Gallardo foi punido nos próximos quatro jogos do River em competições da Conmebol: no primeiro não pode sequer ingressar no estádio e nos demais está suspenso, além de multa de US$ 50 mil (cerca de R$ 184 mil).

O time gaúcho fez uma reclamação formal à Conmebol para que fosse declarado o vencedor da partida por 3 a 0, o que lhe garantiria na decisão. A alegação foi o descumprimento da punição imposta ao técnico argentino no jogo da última terça-feira, na Arena. Suspenso, Gallardo assistiu ao jogo de uma cabine, mas desceu ao vestiário do River no intervalo da partida. Além disso, manteve comunicação direta com o banco de reservas no gramado.

+ "Afronta", "deboche" e "credibilidade da Conmebol": o que o Grêmio alegou em audiência

O recurso foi julgado em audiência nesta sexta-feira na sede da Conmebol, em Luque, no Paraguai. A sessão, inicialmente marcada para a tarde de sábado, foi antecipada, para surpresa dos dirigentes gremistas. O clube precisou organizar uma força-tarefa na última hora para conseguir um avião particular e viajar ao Paraguai pela manhã. Os membros do Tribunal Disciplinar da Conmebol voltaram a se reunir na manhã deste sábado para tomar a decisão.

Voltar ao Topo