segunda, 17 de dezembro de 2018


Seg, 19 de Novembro de 2018 11:27

Parceria entre Emater e Ocepar incentiva pequenas cooperativas


As entidades desenvolverão em conjunto um programa técnico de incentivo à criação, desenvolvimento e gestão de pequenas organizações, que deve começar em janeiro de 2019.

 

São 120 quilômetros em Carambeí, Ipiranga e Tamarana dos quais 95 já foram executados. Trata-se do programa Estradas da Integração - Pró Rural, gerenciado pelo Departamento de Desenvolvimento Rural Sustentável, da Secretaria de Estado da Agricultura e do Abastecimento.

 

Uma nova parceria entre a Emater (Instituto Paranaense de Assistência Técnica e Extensão Rural) e o Sistema Ocepar vai colaborar para a organização de pequenos produtores paranaenses. As entidades desenvolverão em conjunto um programa técnico de incentivo à criação, desenvolvimento e gestão de pequenas organizações, que deve começar em janeiro de 2019.

Pequenos agricultores terão a possibilidade de diversificar suas atividades, ampliar a produtividade e melhorar a renda, gerando mais dinamismo para as economias locais.

O apoio técnico ao cooperativismo é uma tradição no trabalho da Emater, que já participou da formação de diversas cooperativas no começo de sua história. Hoje, com várias unidades no interior do estado e 315 novos extensionistas contratados em 2016 e 2018, o Instituto tem acesso facilitado às pequenas propriedades e já possui um registro de organizações, entre cooperativas e associações, aptas para participar.

Segundo o diretor-presidente da Emater, Richard Golba, o foco será na profissionalização da gestão dessas organizações. “O objetivo é que elas superem os obstáculos e se fortaleçam, com apoio dos extensionistas da Emater, por meio de boas práticas de gestão, que tornem-se sólidas e autossuficientes, de forma que sejam capazes de enfrentar o mercado altamente competitivo dos produtos agropecuários”, disse. A iniciativa contempla a meta da Emater de articular e coordenar o Plano Estadual de Assistência Técnica e Extensão Rural.

AGÊNCIA NACIONAL - Outro fator que vai colaborar para os trabalhos é um projeto da Emater e da Agência Nacional de Assistência Técnica e Extensão Rural (Anater), viabilizado por meio de um instrumento de parceria aprovado neste ano.

A Anater vai fornecer R$ 5,6 milhões para ajudar no custeio das ações a campo, enquanto a Emater desenvolve o Plano de Trabalho em diferentes regiões do Paraná. A ideia é integrar o Sistema Ocepar também nessas atividades. Serão atendidas cerca de 70 organizações, entre cooperativas e associações da agricultura familiar, selecionadas por apresentar algum grau de dificuldade e fragilidade.

O valor será desembolsado gradualmente, conforme a execução do plano de trabalho, a partir do ano que vem. Nesse sentido, a Ocepar será um parceiro fundamental para cumprir o plano de trabalho. “A Ocepar é reconhecida e se destaca no país pela sua excelência em gestão de cooperativas, e essa expertise é fundamental para o êxito desta missão de fortalecer a agricultura familiar e promover o desenvolvimento rural sustentável”, afirma Golba.

O presidente do Sistema Ocepar, José Roberto Ricken, explica que, através do programa Procoop, a entidade já presta apoio a pequenas cooperativas, oferecendo orientação desde a instituição até o registro.

Dentro do programa, discute-se a necessidade de pragmatismo e profissionalização na formação desses grupos, inicialmente com a elaboração de um diagnóstico de necessidades. E esse trabalho deve ser potencializado com a parceria. “Às vezes, os produtores constituem uma cooperativa e não sabem se é realmente necessário. Com isso, a tendência é que ela não tenha continuidade. O projeto tem que ser viável e estar sustentado legalmente. É preciso ter um modelo de gestão profissional, e é nisso que podemos colaborar”, diz Ricken.

Segundo ele, também são necessários para o desenvolvimento das organizações a disponibilidade de assistência técnica competente, de insumos adequados e a produtividade no resultado. “Nada vai surgir apenas da formação da cooperativa em si, e sim a partir da busca de novos mercados”, afirma. Segundo Ricken, uma das áreas que mais pode se beneficiar dessa iniciativa é a de hortifrutigranjeiros. (Matéria e foto: Agência Estadual de Notícias)

 




Twitter - Políticos

Michel Temer


Beto Richa


Rafael Greca


Álvaro Dias


Gleisi Hoffman


Roberto Requião

S5 Box