segunda, 17 de dezembro de 2018


Qui, 22 de Novembro de 2018 22:21

Importância de Sergio Moro (ministro) no combate à corrupção, segundo Deltan Dallagnol

 


 

A luta contra a corrupção nunca teve um cenário tão propício no Brasil quanto agora, disse o procurador da República Deltan Dallagnol em debate em São Paulo nesta quinta-feira (22).
Coordenador da força-tarefa da Lava Jato no Ministério Público Federal do Paraná, Dallagnol avalia que sobretudo a nomeação de Sergio Moro como ministro da Justiça garante esse momento positivo.

“Moro vai fazer extrema falta na Lava Jato, mas temos uma equipe grande, o trabalho vai seguir. E, com Moro como ministro, o ganho para a causa anticorrupção será enorme. Ele terá grandes chances de brecar as engrenagens da corrupção sistêmica no ambiente macro.”

Deltan citou que também são sinais de esperança para o país a renovação recorde no Congresso e o apoio que o presidente eleito, Jair Bolsonaro (PSL), manifestou em relação ao projeto de lei popularmente conhecido como 10 Medidas contra a Corrupção.

O procurador foi um dos convidados do seminário “Brasil, um passo à frente”, organizado pela Associação Nacional das Instituições de Crédito, Financiamento e Investimento (Acrefi).
Em sua apresentação, Deltan destacou que cabe a cada cidadão lutar por transparência e honestidade -na política, no trabalho e na vida pessoal.

“Estudos indicam que a maior parte das coisas erradas são feitas por pessoas boas, de bons valores. Isso ocorre por conta das pressões que sofrem e dos enquadramentos da realidade em que vivem”, comentou.

Segundo esses estudos, completou, nós tendemos a abandonar nossos princípios e valores para seguir nossos lideres. Por isso, conclui Dallagnol, as lideranças precisam ter consciência do papel que exercem. “Como bem disse o tio de Homem-Aranha, grandes poderes trazem grandes responsabilidades”, comparou.




Twitter - Políticos

Michel Temer


Beto Richa


Rafael Greca


Álvaro Dias


Gleisi Hoffman


Roberto Requião

S5 Box