terça, 15 de outubro de 2019


Dom, 09 de Dezembro de 2018 19:43

Final da Libertadores: ganhou quem tinha de ganhar, o MELHOR


 

River Plate venceu o Boca Juniors neste domingo por 3 a 1, no estádio Santiago Bernabéu, em Madri, e conquistou o título da Copa Libertadores 2018. O atacante Darío Benedetto abriu o placar para o Boca, mas o centroavante Lucas Pratto empatou ainda no primeiro tempo. Com um jogador a mais na prorrogação, o River marcou com os meias Juan Quintero e Gonzalo Martínez.

E o título da Conmebol Libertadores 2018 ficou com o River Plate. De virada, o time millonario venceu o Boca Juniors por 3 a 1, neste domingo (9 de dezembro), no Santiago Bernabéu. Com gols de Pratto, Quintero e Pity Martínez, Benedetto fez para os xeneizes, foi o quarto título na história.

Como já era esperado, River Plate e Boca Juniors fizeram um jogo emocionante e equilibrado na final. Aos 44 da primeira etapa, Darío Benedetto abriu o marcador em grande estilo. Deixou o zagueiro na saudade e tocou na saída de Franco Armani. Na comemoração, o atacante provocou Montiel e deu língua para o adversário.

Com a derrota nos 45 minutos iniciais, o River voltou para a segunda etapa disposto a igualar o placar. Aos 23 minutos, Lucas Pratto estufou as redes xeneizes após bela tabela dos atletas millonarios. Depois disso, ambos tentaram o gol, mas não assustaram os goleiros, deixando o 1 a 1 até a prorrogação.

Nos 30 minutos de prorrogação, dois lances marcaram a partida: a expulsão de Wilmar Barrios e o gol de Quitero. Enquanto o colombiano deu uma solada e levou o vermelho, o meia do River acertou um chutaço no ângulo de Andrada e fez 2 a 1. No último lance, o camisa 10 Pity Martínez fez o terceiro e fechou o placar.




Twitter - Políticos

Jair Bolsonaro


Ratinho Junior


Rafael Greca


Álvaro Dias


Flavio Arns


Professor Oriovisto Guimarães

S5 Box