Qui, 03 de Janeiro de 2019 10:27

Polícia de Israel e colonos entram em confronto durante retirada de posto avançado irregular


Tribunal Distrital de Jerusalém rejeitou petição dos colonos que tentava assegurar a permanência no assentamento de Amona, na Cisjordânia ocupada.


Policiais paramilitares de Israel expulsaram dezenas de colonos judeus do assentamento ilegal de Amona, na Cisjordânia ocupada, nesta quinta-feira (3). Houve resistência e 23 agentes ficaram feridos.

Em dezembro, os colonos haviam instalado casas pré-fabricadas em Amona, o que descreveram como um protesto contra uma disparada recente de ataques de palestinos na Cisjordânia.

A operação das forças de segurança foi realizada depois que o Tribunal Distrital de Jerusalém rejeitou na quarta-feira (2) uma petição dos colonos que tentava assegurar a permanência no local.

A polícia disse que durante a operação, que durou várias horas, ao menos 23 agentes foram feridos por pedras lançadas pelos colonos - muitos deles adolescentes - ou em confrontos. Eles foram hospitalizados.

A mídia israelense afirma que ao menos três colonos também se feriram. No mínimo, sete pessoas foram presas por agredirem os agentes, segundo a polícia.




Twitter - Políticos

Jair Bolsonaro


Ratinho Junior


Rafael Greca


Álvaro Dias


Flavio Arns


Professor Oriovisto Guimarães

S5 Box