quinta, 17 de janeiro de 2019


Qui, 03 de Janeiro de 2019 10:32

PSL de Bolsonaro fecha com Maia e governo vê ambiente para reformas

Maia negocia até a mãe, se precisar... Maia negocia até a mãe, se precisar...



A decisão do PSL, no entanto, irritou dirigentes do MDB. Isso porque o partido negociava com o candidato do DEM a formação de um bloco

Em campanha para se reeleger na presidência da Câmara, o deputado Rodrigo Maia (DEM-RJ) conseguiu ontem o apoio do PSL, partido do presidente Jair Bolsonaro, e do PRB. O PSDB indicou que também estará ao lado do deputado do DEM na disputa que acontece no dia 1.° de fevereiro. O avanço de Maia foi bem recebido pelo mercado e pelo novo governo e visto como força para a votação de reformas, especialmente a da Previdência. A Bolsa fechou com forte alta, 3,56%, e o dólar em queda de 1,83%, sendo vendido a R$ 3,8046.

O acordo com o PSL foi fechado após uma reunião de Maia com o deputado Luciano Bivar (PE), presidente da sigla. Ao jornal O Estado de S. Paulo, Bivar disse que o partido, que tem 52 deputados eleitos, vai comandar a Comissão de Constituição e Justiça (CCJ), de Finanças e a segunda-vice-presidência da Câmara.




Twitter - Políticos

Michel Temer


Beto Richa


Rafael Greca


Álvaro Dias


Gleisi Hoffman


Roberto Requião

S5 Box