domingo, 20 de outubro de 2019


Ter, 08 de Janeiro de 2019 19:07

Decepção começa cedo: quem pregava mais segurança dá passo atrás - Ratinho afirma que governo tem outras questões para resolver antes de contratar PMs


 O governador do Paraná, Ratinho Junior (PSD), disse nesta terça-feira (8) que o governo estadual tem "questões estratégicas" para resolver a falta de efetivo da Polícia Militar (PM), enquanto não se consegue fazer uma "equação financeira" para contratar mais policiais militares.

A afirmação foi feita depois da troca do comando da Polícia Militar, realizada em uma solenidade na Região Metropolitana de Curitiba.

"O estado tem um limite de contratações de pessoal. Você tem um teto de investimento, porque tem toda a responsabilidade fiscal. O contingente da Polícia Militar do Paraná é de 15 anos atrás, então nós temos que dar periodicamente treinamento, contratando, fazendo concurso público. Claro que isso passa por um planejamento, mas enquanto nós não conseguirmos fazer essa equação financeira para poder contratar mais policiais, temos questões estratégicas".

Entre essas questões estratégicas, de acordo com o governador, está a diminuição de mais de 30% de policiais da Casa Militar que voltarão para as ruas. Haverá também a implementação do projeto "Escola Segura", com a ajuda de policiais da reserva.

Outra medida é o estudo do dinheiro gasto com aluguel de delegacias e de escritórios para as forças de segurança: "A ideia é poder remanejar tudo e ter uma economia considerável".




Twitter - Políticos

Jair Bolsonaro


Ratinho Junior


Rafael Greca


Álvaro Dias


Flavio Arns


Professor Oriovisto Guimarães

S5 Box