Qui, 10 de Janeiro de 2019 11:04

PT DIZ QUE ESTÁ QUEBRADO, LULA SE CONFESSA UM POBRE MISERÁVEL, O INSTITUTO LULA ESTÁ COM RECURSOS BLOQUEADOS POR FALCATRUAS. ENTÃO, QUEM PAGA A CARA BANCA DE ADVOGADOS QUE DEFENDE DIUTURNAMENTE O EX-PRESIDENTE?

A Polícia Federal ainda investiga quem paga os advogados que defendem Audélio Bispo de Oliveira, autor da facada no presidente Jair Bolsonaro. Pelo que se sabe, são vários e bons advogados que se recusam a informar de onde vem o dinheiro para bancar o doente criminoso.

Essa estranha fonte de recursos, que ninguém sabe a procedência, abre uma brecha para uma pergunta: quem paga, hoje, a conta da defesa do ex-presidente Lula, preso em Curitiba? São advogados de primeira linha, que cobram fortunas para defender seus clientes. Estariam fazendo caridade?

Será que o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, preso e confinado a uma cela da superintendência da Polícia Federal de Curitiba tem ainda esperança de deixar de ver o sol nascer quadrado com a estratégia que seus advogados de defesa estão adotando?

Nas últimas alegações apresentadas a 13ª Vara Federal de Curitiba sobre o processo do sitio de Atibaia, que Lula jura não ser proprietário, a defesa não poupa críticas à Justiça na condução do inquérito e desce o sarrafo nos magistrados, notadamente ao ex-juiz e agora ministro da Justiça e Segurança Pública, Sérgio Moro.

Para muitos juristas essa é uma linha kamikaze, suicida e pode atrapalhar mais á frente a eventual adoção de nova estratégia para tentar livrar o ex-presidente da cana, termo com que ter servido como trocadilho para muitos memes na internet a respeito de Lula.

A linha que vem sendo adotada pela equipe de advogados desde que se iniciaram as denúncias contra Lula, já suscitou ruídos e desentendimentos entre eles, principalmente quando tentaram contratar os serviços adicionais do ex-ministro e ex-presidente do Supremo Tribunal Federa (STF), Sepúlveda Pertence, que permaneceu por pouco tempo.

Lula teve condenação de 12 anos de prisão confirmada pelo Tribunal Regional Federal 4 (TRF-4), com sede em Porto Alegre no caso da cobertura do Guarujá, e muitos juristas agora acreditam que dificilmente ele conseguirá reverter a condenação em nova tentativa do STF, que deve julgar em abril se a decisão em segunda instância prevalece. Isso, sem contar que a qualquer momento está para sair a decisão da juíza substituta da 13ª Vara Federal de Curitiba, Gabriela Ardt, sobre o processo do sitio de Atibaia, com eventual e bem provável nova condenação de Lula. Mas ele teria tempo para se defender e o processo ainda chegar ao TRF4 no caso de condenação, caberiam muitos recursos, o que lhe daria bom tempo em liberdade.

A agressividade com que a equipe de defesa do ex-presidente tem se conduzido desde o início, assusta muitos juristas tarimbados e acham que os argumentos já estão chegando no território dos insultos à Justiça e à magistratura. Avaliam que será mais difícil eventualmente tentar reduzir a pena para oito anos de reclusão, ocasião em que o apenado pode cumpri-la em liberdade condicional por um tempo, trabalhando fora e passando a noite na cadeia.

O ex-presidente poderia, desta forma, respirar um pouco de liberdade e ver o sol nascer em sua cobertura em São Bernardo do Campo, reduzindo também os custos dos honorários dos advogados que até o momento não se sabe quem está bancando.

O PT provavelmente não é, pois está sem caixa até para pagar os custos de campanha do então candidato a presidente, Fernando Haddad, que estão pendurados em muitos e grandes pregos, segundo já antecipou a presidente da legenda, Gleisi Hoffmann..

Mas esse talvez a falta de dinheiro seja aparentemente o menor dos problemas do PT..
Ou talvez, nem problemas seja!
Nem mesmo de Lula!

(Por Pedro Ribeiro, Paraná Portal)

S5 Box