Ter, 22 de Janeiro de 2019 00:30

Nomeado pelo governador Ratinho tem condenação por formação de quadrilha e sonegação

O nomeado por Ratinho O nomeado por Ratinho

 

Nomeado pelo governador Ratinho Junior (PSD) para presidir a Agência Paraná de Desenvolvimento (APD), o empresário José Eduardo Bekin já foi condenado em ação na Justiça Federal do Paraná. Em 2002, a juíza federal Ana Karina Stipp Amador Costa, condenou Bekin, um contador e outros dois empresários de Curitiba a penas que variavam de cinco a nove anos de prisão, por formação de quadrilha, sonegação fiscal e falsidade ideológica.

Um dos empresários, Michel Gelhorn, que era um dos principais acionistas do Shopping Total, é cunhado de José Eduardo Bekin, ex-diretor-executivo do shopping que faliu e foi leiloado em 2017. Eles e mais dois foram denunciados pelo Ministério Público Federal (MPF) em 1999. O grupo era proprietário da empresa Unipreço Atacadista de Produtos R$ 1,99, nome de fantasia da empresa Gang Ltda, que tinha sede em Curitiba e filiais em São Paulo e Vitória (ES).

Conforme a denúncia do MPF, o contador Rupélio Colferai teria se utilizado de documentos pessoais roubados de um ex-vigilante e de documentos de pessoa inexistente para abrir várias contas bancárias utilizadas pelo grupo. Esses documentos também permitiram a realização de importações.

Pelas irregularidades, Bekin recebeu pena de oito anos e seis meses de reclusão, em regime fechado, mais pagamento de multa de 110 salários mínimos, pelos crimes de formação de quadrilha, falsidade ideológica e sonegação fiscal.

Segundo a denúncia do MPF, entre 1996 e 1998 o grupo sonegou o equivalente a R$ 5,3 milhões em tributos como Imposto de Renda, Contribuição Social, PIS e Cofins. Todos os condenados recorreram em liberdade e não chegaram a ser presos.

Em 2013, a 7ª Turma do Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF-4) reduziu a pena de Bekin para dois anos e três meses de reclusão e sessenta dias-multa. Em seguida, o TRF-4 manteve a condenação (veja a íntegra), que acabou revertida em pena de regime aberto e substituição da privação de liberdade por duas restritivas de direito, que são prestação de serviço à comunidade pelo tempo da pena. O valor da prestação pecuniária foi reduzido para um salário mínimo mensal, durante o período da pena.

Nomeação

A nomeação de Bekin foi publicada em Diário Oficial do último dia 3 para exercer o cargo de Diretor Presidente, da Diretoria Executiva da Agência Paraná de Desenvolvimento, a partir de 2 de janeiro de 2019. Seu nome já era conhecido como integrante da lista do novo secretariado desde dezembro de 2018. Conforme currículo divulgado pelo governo, Eduardo Bekin é formado em Administração de Empresas com Habilitação em Comércio Exterior pela Universidade Paulista (UNIP).

Tem MBA em especialização em Empreendedorismo na Fundação Getúlio Vargas (FGV), realizou cursos de especialização em Marketing Político na Universidade de Jerusalém (Hasbara). Atuava como diretor comercial de algumas empresas Internacionais de Tecnologia e Inovação Israelenses no mercado Brasileiro e foi Diretor executivo do Shopping Total. (A informação é do blog de Narley Resende/Bem Paraná)




Twitter - Políticos

Jair Bolsonaro


Ratinho Junior


Rafael Greca


Álvaro Dias


Flavio Arns


Professor Oriovisto Guimarães

S5 Box