segunda, 19 de agosto de 2019


Qua, 20 de Fevereiro de 2019 00:19

Do blog Contraponto: Palácio Iguaçu enclausurado


No vocabulário eclesiástico, a clausura é um ambiente interno das instituições em que os religiosos se exilam do mundo exterior e onde não há acesso às pessoas não consagradas. As clausuras são ambientes de contemplação, meditação e oração, essenciais para manter bem longe as tentações mundanas.

A tradição de raízes medievais foi resgatada nas últimas semanas no Paraná. Por decisão superior houve no Palácio Iguaçu a separação entre os consagrados e os reles mortais.

As barreiras começam já no térreo: pelas majestosas portas verdes que dão acesso ao Palácio, prédio modernista construído pelo governador Bento Munhoz da Rocha na década de 50, agora só passam autoridades e os mais próximos do gabinete. Aos funcionários, jornalistas e outros visitantes comuns restou a passagem secundária, pela lateral da extremidade esquerda.

Já no 3.º andar, onde fica o gabinete do governador, as ligações com outros departamentos, que antes tinham livre acesso, agora estão interrompidas. Apenas alguns “consagrados” possuem a autorização para transitar e utilizar a passagem.

Aos funcionários que precisam se deslocar com certa frequência ao gabinete para acompanhar eventos na sala de reuniões é preciso ziguezaguear pelos pavimentos do Palácio do Iguaçu.

A clausura está instalada no Palácio Iguaçu.




Twitter - Políticos

Jair Bolsonaro


Ratinho Junior


Rafael Greca


Álvaro Dias


Flavio Arns


Professor Oriovisto Guimarães

S5 Box