sábado, 19 de outubro de 2019


Ter, 26 de Fevereiro de 2019 14:11

Bolsonaro na posse da diretoria brasileira de Itaipu



O presidente Jair Bolsonaro afirmou, nesta terça-feira (26), no evento de posse do novo diretor-geral brasileiro da Itaipu, em Foz do Iguaçu, que vai contar com o "patriotismo" do Congresso Nacional para aprovar a reforma da Previdência.

“Nós contamos com o patriotismo e o entendimento do Parlamento para que nós possamos ter uma reforma da Previdência. Porque, caso contrário, economicamente o Brasil é um país fadado ao insucesso”, disse Bolsonaro.

A proposta de emenda à Constituição (PEC) da reforma da Previdência Social foi entregue na quarta-feira (20) pelo governo federal ao Congresso Nacional.

Pelas regras regimentais, a matéria passará primeiro pela Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da Câmara, que analisará se o texto fere algum princípio constitucional.

Depois, a PEC precisa ser aprovada por pelo menos 308 dos 513 dos deputados, e por 49 dos 81 senadores.

O presidente afirmou que é possível que a matéria tenha alterações propostas pelos parlamentares. “Não tenho a menor dúvida de que o parlamento fará as correções que têm que ser feitas, porque afinal de contas nós não somos perfeitos. E as propostas têm que ser aperfeiçoadas", disse.

Cooperação entre Brasil e Paraguai

Bolsonaro, que antes do evento de posse do novo diretor se reuniu com o presidente do Paraguai, Mario Abdo Benítez, enalteceu as agendas conjuntas entre os dois países, e citou a colaboração do país vizinho "no combate ao crime organizado".

"Agradeci por ter rapidamente enviado criminosos de alta periculosidade para nós", disse o presidente.

Em novembro, o narcotraficante Marcelo Fernando Pinheiro da Veiga, conhecido como Marcelo Piloto, foi entregue pelo governo paraguaio às autoridades brasileiras.

Piloto era apontado pelas polícias dos dois países como o maior fornecedor de armas e drogas para o Brasil desde a prisão de Luiz Fernando da Costa, o Fernandinho Beira-Mar. Ele estava preso desde 2017 em Encarnación, no Paraguai.

Nova ponte entre os dois países

O presidente também se comprometeu com a construção da nova ponte ligando o Brasil ao Paraguai.

"A segunda ponte sobre o rio Paraná, bem como sobre o rio Paraguai, é de fundamental importância para os nossos povos. Conte com o apoio do nosso governo para concretizarmos esse objetivo", afirmou Bolsonaro.

A construção de uma nova ponte foi autorizada em dezembro de 2018, e a proposta é que ela seja bancada pela Itaipu.

O valor previsto da obra é de R$ 302,5 milhões e não há data para o início da obra.

Atualmente, a Ponte Internacional da Amizade, entre Foz do Iguaçu e Ciudad del Este, é a principal ligação entre os dois países.

Segundo Bolsonaro, o encontro com o presidente paraguaio foi um "aquecimento" para uma reunião que os dois terão no dia 11 de março, em Brasília.




Twitter - Políticos

Jair Bolsonaro


Ratinho Junior


Rafael Greca


Álvaro Dias


Flavio Arns


Professor Oriovisto Guimarães

S5 Box