quinta, 21 de novembro de 2019


Seg, 25 de Março de 2019 20:12

Deputado Jonas Guimarães é condenado por usar gráfica da Alep para imprimir 30 mil cartões de Natal e de aniversário

Esse a baleia vomitou Esse a baleia vomitou


O deputado estadual Jonas Guimarães (PSB) foi condenado pela Justiça por improbidade administrativa por ter usado verba da Assembleia Legislativa do Paraná (Alep) destinada para divulgação da atividade parlamentar para promoção pessoal. A defesa diz ter recorrido.

Conforme a decisão, o deputado usou a gráfica da Alep para imprimir 30 mil cartões, sendo 15 mil de Natal e outros 15 mil de aniversário “desnaturando a razão de ser da verba".

O juiz substituto Thiago Flôres Carvalho, da 2ª Vara da Fazenda Pública de Curitiba, condenou o deputado a ressarcir os danos causados aos cofres públicos e a pagar multa. Os valores serão apurados em liquidação de sentença.

"A conduta em si não se avalia neste momento (envio de cartões), mas sim a atuação do agente público no manejo de verbas públicas. Esta deve ser impessoal e dentro dos limites da lei, em benefício da coletividade", diz trecho do despacho.

A decisão explica que o dinheiro para impressão de materiais deve ser usado para "para educar, informar ou orientar a população sobre atividades parlamentares”.

O deputado afirmou ao G1 que era uma prática a impressão de cartões na hoje extinta gráfica da Alep. "Não são 30 mil. Isso era o que tinha direito. Eu nunca usei num final de ano 30 mil cartões", disse. Segundo ele, o caso ocorreu em meados de 2006.

Jonas Guimarães também afirmou que a ação não tem fundamento. "Os deputados não têm culpa. Era praxe, confeccionavam os cartões e eram distribuídos", avaliou.




Twitter - Políticos

Jair Bolsonaro


Ratinho Junior


Rafael Greca


Álvaro Dias


Flavio Arns


Professor Oriovisto Guimarães

S5 Box