Seg, 08 de Abril de 2019 10:42

Participação de militares no governo é aprovada por 60%, de acordo com pesquisa Datafolha


Homens, pessoas acima de 60 anos e evangélicos são os grupos sociais em que a participação dos militares no governo é vista como mais positiva

 Entre os entrevistados pela pesquisa Datafolha realizada nos dias 2 e 3 de abril, 60% afirmaram que a consideram positiva a participação dos militares no governo Jair Bolsonaro. Aqueles que consideram a participação negativa foram 36%. A maior aprovação aos militares foi registrada na região Centro Oeste/Norte, atingindo 66%. O apoio ao militares é menor na região Nordeste, 53%.

Considerando o perfil da população, homens, pessoas acima de 60 anos e evangélicos são os grupos sociais em que a participação dos militares no governo é vista como mais positiva, enquanto jovens entre 16 e 24 anos, pessoas com nível superior e com renda acima de dez salário mínimos são os que menos apoiam as nomes das Forças Armadas no Poder Executivo.

As informações são do jornal Folha de S. Paulo desta segunda-feira. Militares estão no comando de 6 dos 22 ministérios do governo Bolsonaro, somando-se ao próprio presidente e seu vice, general Hamilton Mourão. Além de ocuparem diversos cargos importantes na estrutura administrativa federal, como o comando do Dnit, Departamento Nacional de Infraestrutura de Transporte e a Funai, Fundação Nacional do Índio. O secretário executivo do Ministério da Educação, por exemplo, nomeado no final de março, é militar.

O Datafolha ouviu 2086 pessoas em 130 municípios de todo o país e a margem de erro da pesquisa é de dois pontos percentuais para cima ou para baixo.






Twitter - Políticos

Jair Bolsonaro


Ratinho Junior


Rafael Greca


Álvaro Dias


Flavio Arns


Professor Oriovisto Guimarães

S5 Box