quinta, 19 de setembro de 2019


Sex, 17 de Maio de 2019 14:46

FUTEBOL: Tite está devendo – e muito...


Ele nunca foi treinador de qualidade, apenas uma boa campanha no Corínthians, mas era o ‘queridinho’ da imprensa da bola que, historicamente, escolhe mal e defende interesses nada claros

 

O futuro do futebol brasileiro, em termos de surgimento e revelações de craques, está em risco, a futura geração se encontra longe de temporadas passadas. Veja a realidade:

A seleção Sub-17 não conseguiu se classificar para o Mundial da categoria a ser disputado no Brasil (em novembro). Estranho, o país é sede e está fora. Os nossos sub 17 não passaram pelo classificatório continental,  com algumas seleções sofríveis como Bolívia, Venezuela, Costa Rica.

A seleção Sub-20 não conseguiu vaga para o Mundial na Polônia (que acontece neste mês) porque não se classificou em outro torneio sul-americano em que a maioria das seleções era de baixíssima qualidade.

A conclusão é que no médio prazo o nível estará bem abaixo do esperado. Se entre sub 17 e sub 20 somos (em termos de futebol) os piores da América do Sul pode-se dizer que para as duas próximas Copas do Mundo haveremos de contar basicamente com os mesmo das competições anteriores. E sabemos que a geração Tite está ficando velha, mascarada, superada.

E onde está a culpa de Tite?

Quando ele assumiu (depois dos fiascos do obtuso Felipão) prometeu uma grande renovação e mais, prometeu atuar diretamente nas seleções de base, porque aí está a verdadeira renovação. Tite praticamente abandonou as seleções menores, focou apenas na principal. Portanto, tem ele responsabilidade sobre as péssimas campanhas das sub 15, sub 17, sub 20. Assim, não veremos renovação na Copa do Qatar. Até a seleção Olímpica, que este ano tem o Pan em Lima e depois os Jogos do Japão, está abandonada a ponto de os clubes negarem liberar os convocados.

Em vez de se preocupar com os futuros craques, Tite se preocupa em circular pela Europa (com tudo pago) para ver o que todos os brasileiros já conhecem. Tite deveria ter renunciado após a Copa na Rússia (um fiasco).

Talvez, Tite esteja preocupado é com o contrato com a CBF onde fatura mais de R$ 980 mil mensais com todas as despesas de mordomias pagas (trabalhe ou não!), assim como os demais membros da Comissão Técnica, por ele indicados e apaniguados.

Agora teremos a Copa América, uma baba. O futebol uruguaio em crise (a confederação esteve até sob intervenção), futebol argentino em decadência e o Paraguai em crise técnica. Os demais não contam.

Se o Brasil ganhar, Tite continuará sendo endeusado pela imprensa esportiva do Brasil com sua tietagem idiota. Se perder, haverá um rosário de explicações mais idiotas ainda e esperaremos as eliminatórias para a Copa 2022.

Sabem há quantos anos o Brasil não mais é o melhor do mundo?

(Da Editoria de Esportes)




Twitter - Políticos

Jair Bolsonaro


Ratinho Junior


Rafael Greca


Álvaro Dias


Flavio Arns


Professor Oriovisto Guimarães

S5 Box