Dom, 19 de Maio de 2019 12:42

Jovens cientistas brasileiros conquistam oito prêmios na Intel ISEF 2019


Realizada entre de 13 a 17 de maio, nos Estados Unidos, a Intel ISEF é a maior feira internacional de Ciências e Engenharia. Um dos destaques foi o prêmio em primeiro lugar na categoria Materials Science.

Nas cerimônias de premiação da Intel ISEF (International Science and Engineering Fair), denominadas Special Awards Ceremony Grand Awards Ceremony, estudantes brasileiros conquistaram oito prêmios, com destaque para o primeiro lugar na categoria Materials Science. A Inter ISEF é a maior feira internacional de Ciências e Engenharia.

Os premiados são dos estados do Paraná, Rio Grande do Norte e Rio Grande do Sul (Veja abaixo a relação dos projetos e seus respectivos autores). O Brasil foi o país mais premiado da América Latina e a 10ª delegação mais premiada do mundo, ficando atrás dos EUA, China, Canadá, Índia, Alemanha, Taiwan, Austrália, Arábia Saudita e Tailândia.

No total, participaram da feira 1.800 estudantes de 81 países e territórios com projetos inovadores nas áreas das Ciências, Tecnologia, Engenharia e Matemática, buscando explorar soluções que melhorem a qualidade de vida em suas localidades e em todo o mundo. Eles competiram por mais cinco milhões de dólares em prêmios e foram julgados pela sua capacidade criativa, pensamento científico, rigor, competência e clareza mostrada em seus projetos.

A delegação brasileira foi composta por 29 estudantes que apresentaram 25 projetos na feira. Catorze estudantes, representando nove projetos, foram selecionados na 17ª Feira Brasileira de Ciências e Engenharia (FEBRACE), realizada em São Paulo (SP). Onze estudantes, representando nove projetos, foram selecionados na MOSTRATEC, realizada em Novo Hamburgo (RS). E quatro estudantes, representando três projetos, foram selecionados pela Escola Americana de Campinas (SP).

Para a viagem, eles contaram com o apoio da Intel Foundation, da Embaixada dos EUA no Brasil e de outros parceiros, que ofereceram credencial para participar do evento, passagem aérea, hospedagem e alimentação.

Sobre a Intel ISEF: A ISEF é realizada desde 1950 e já revelou milhares de talentos em Ciências e Engenharia. Desde 1997, a feira conta com o patrocínio da Intel e traz o nome de Intel ISEF - Intel International Science and Engineering Fair.

A Intel ISEF faz parte de um programa da Society for Science & the Public e da Intel Foundation (http://www.societyforscience.org/), e aposta no avanço da Ciência e da Engenharia como chave para resolver os desafios globais.

Neste ano, a organização da feira contou com uma estrutura que envolveu mais de 1 mil voluntários, intérpretes e avaliadores para julgar os melhores projetos. Fazem parte do seleto corpo de avaliadores vários cientistas de renome internacional, todos com titulação de PhDs ou equivalente, ganhadores de prêmios relevantes, inclusive de Prêmio Nobel.

É uma competição baseada no talento demonstrado e na qualidade dos projetos e pesquisas desenvolvidos por estudantes de todo o mundo que ainda não chegaram ao ensino superior. O principal objetivo é apresentar as conquistas que os jovens cientistas alcançaram nas Ciências, Tecnologia, Engenharia e Matemática, e encorajar mais jovens a abraçar essas áreas da pesquisa. (Fonte: Febrace/Fotos: Divulgação)


PROJETOS PREMIADOS

Primeiro lugar em Materials Science – Prêmio de US$3.000 dólares

Juliana Davoglio Estradioto (18)

Projeto: CATCHPOOH: aproveitamento de resíduos para biossíntese de celulose e confecção de embalagem

Escola: IFRS - Campus Osório, Osório - RS

(Credenciada pela FEBRACE)

Terceiro lugar em Plant Sciences – Prêmio de US$1.000 dólares

João Pedro Silvestre Armani (16)

Projeto: Revestimentos comestíveis na pós-colheita de laranjas

Escola: Colégio Gabriela Mistral, Palotina - PR

(Credenciado pela FEBRACE)

Quarto lugar em Biochemistry – Prêmio de US$500 dólares

Muriel Schiling Krohn (19) e Maria Helena Ferreira (19)

Projeto: Estudo e caracterização da atividade antimicrobiana do estigma do milho (Zea mays)

Escola: Fundação Liberato Souza Vieira da Cunha, Novo Hamburgo - RS

(Credenciadas pela MOSTRATEC)

Quarto lugar em Translational Medical Science – Prêmio de US$500 dólares

Ekarinny Myrela Brito de Medeiros (18)

Projeto: Desenvolvimento de cateter bioativo proveniente do aproveitamento do líquido da castanha do caju (Anacardium Occidentale) como alternativa na prevenção de infecção sistêmica.

Escola: EE Prof. Hermógenes Nogueira da Costa, Mossoró - RN

(Credenciada pela FEBRACE)

Ekarinny Myrela Brito de Medeiros (18)

Projeto: Desenvolvimento de cateter bioativo proveniente do aproveitamento do líquido da castanha do caju (Anacardium Occidentale) como alternativa na prevenção de infecção sistêmica.

Escola: E.E. Prof. Hermógenes Nogueira da Costa, Mossoró - RN

Prêmio: Primeiro lugar da Patent and Trademark Office Society - prêmio de US$500 dólares

(Credenciada pela FEBRACE)

Bruna da Silva Cruz (19)

Projeto: Fast Braille - Impressora com múltiplas funções para auxiliar a escrita de deficientes visuais II

Escola: Fundação Liberato Souza Vieira da Cunha, Novo Hamburgo - RS

Prêmios: Segundo lugar da Patent and Trademark Office Society - prêmio de US$500 dólares, e Prêmio de Machine Learning em Aplicações de Bioengenharia do Mundo Real do King Abdul-Aziz & his Companions Foundation for Giftedness and Creativity - prêmio de US$1500 dólares.

(Credenciada pela MOSTRATEC)

Muriel Schiling Krohn (19)Maria Helena Ferreira (19)

Projeto: Estudo e caracterização da atividade antimicrobiana do estigma do milho (Zea mays)

Escola: Fundação Liberato Souza Vieira da Cunha, Novo Hamburgo – RS

Prêmio: Bolsa de Estudos da ASU (Universidade Estadual do Arizona) renovável por até quatro anos.

(Credenciadas pela MOSTRATEC)




Twitter - Políticos

Jair Bolsonaro


Ratinho Junior


Rafael Greca


Álvaro Dias


Flavio Arns


Professor Oriovisto Guimarães

S5 Box