Qua, 22 de Maio de 2019 21:27

Justiça realiza audiências sobre contratação de 'fantasmas' na Alep; Rossoni na mira


Investigações trouxeram à tona um desvio de R$ 250 milhões aos cofres públicos.

A Justiça do Paraná começou a ouvir testemunhas do caso que investiga a contratação de funcionários fantasmas na Assembleia Legislativa do Paraná (Alep) em audiências de instrução a partir desta quarta-feira (22), em Curitiba.

As investigações trouxeram à tona um desvio de R$ 250 milhões aos cofres públicos. A audiência começou por volta das 17h na segunda Vara Criminal, em Curitiba. O esquema foi denunciado pela RPC e pelo jornal Gazeta do Povo.

De acordo com a denúncia do Ministério Público do Paraná (MP-PR), o ex-deputado estadual e federal Valdir Rossoni (PSDB) desviou dinheiro público "de forma contínua e sistemática". O valor, ainda conforme as investigações, teria sido usado para uso próprio e alheio.

Os desvios teriam ocorrido entre 2003 e 2011, conforme o MP-PR.

Na denúncia, os promotores relatam ainda que o desvio de dinheiro por Valdir Rossoni consistiu na nomeação para cargos comissionados no gabinete dele na Alep de pessoas que:

  • Não sabiam que haviam sido designadas para exercerem os cargos;
  • Familiares que não exerciam efetivamente o cargo;
  • Pessoas que não prestavam serviço na Alep;
  • Pessoas que, efetivamente, trabalhavam, porém, entregavam grande parte do salário ao parlamentar por interpostas pessoas;
  • Pessoa que prestava serviços particulares ao parlamentar, sendo remunerada por meio do cargo comissionado que havia sido nomeado e não exercia.

Depois de ouvir as testemunhas, a Justiça vai ouvir os réus do processo.

A defesa de Valdir Rossoni disse que só vai se manifestar no final do processo. (Do G1/PR)




Twitter - Políticos

Jair Bolsonaro


Ratinho Junior


Rafael Greca


Álvaro Dias


Flavio Arns


Professor Oriovisto Guimarães

S5 Box