Qua, 22 de Maio de 2019 21:44

Governador do DF administrador da cidade do Gama e bolsonarista vira deputada distrital

Kelly Bolsonaro interrompeu um Fla x Flu, no Mané Garrincha, em fevereiro de 2016, pedindo o impeachment de Dilma Rousseff. Kelly Bolsonaro interrompeu um Fla x Flu, no Mané Garrincha, em fevereiro de 2016, pedindo o impeachment de Dilma Rousseff.


O governador do Distrito Federal, Ibaneis Rocha, nomeou nesta quarta-feira (22) o deputado distrital Daniel Donizet para o cargo de administrador regional do Gama, uma das principais cidades do Distrito Federal. O deputado substituirá Juliana Gonçalves Navarro.

Os atos foram publicados no Diário Oficial e põem fim a uma disputa política entre o deputado e a ex-administradora. Nessa disputa, ele chegou a ofender Juliana, advogada sem filiação partidária, mas ligada ao grupo do ex-governador Tadeu Fillippeli, que será substituído na presidência do MDB no próximo dia 31. Nesta terça (21), a Polícia Federal cumpriu mandado de busca e apreensão na sede do MDB-DF.

Com a designação de Daniel Donizet para chefiar a Administração Regional do Gama, a suplente Kelly Bolsonaro assumirá sua vaga na Câmara Legislativa do DF. Eleita pelo PRP, ela depois se filiou ao PSDB.

 

Kelly ilustra assim o seu próprio Twitter.

Apesar do sobrenome, a deputada Kelly não é familiar do presidente Jair Bolsonaro. Ficou conhecida com essa denominação por sua militância contra a corrupção nos governos petistas e favoráveis tanto ao impeachment da ex-presidente Dilma Rousseff (PT) quanto à pregação de Bolsonaro.

Em fevereiro de 2016, Kelly Bolsonaro interrompeu um jogo Flamengo x Fluminente para divulgar a manifestação favorável ao impeachment que seria realizada em 13 de março daquele: ela invadiu o gramado do Estádio Mané Garrincha para exibir um cartaz “Fora Dilma”.




Twitter - Políticos

Jair Bolsonaro


Ratinho Junior


Rafael Greca


Álvaro Dias


Flavio Arns


Professor Oriovisto Guimarães

S5 Box