quarta, 20 de novembro de 2019


Qua, 03 de Julho de 2019 13:07

Conscientização sobre a incidência de câncer em adolescentes será levada a todo Paraná


A conscientização sobre a importância da vacinação contra o HPV em adolescentes e jovens será levada a todo o Estado, numa parceria entre a Secretaria da Justiça, Família e Trabalho (SEJUF) e a Sociedade Brasileira de Cirurgia Oncológica – Regional Paraná (SBCO). O acordo foi firmado entre o secretário Ney Leprevost e o presidente da regional paranaense Bruno Roberto Braga Azevedo, da SBCO, com o objetivo de informar sobre a relevância da imunização de meninas de 9 a 12 anos e a de meninos de 11 a 14 anos, que pode ser feita gratuitamente em todos os postos de saúde. “A mobilização pretende proteger crianças e adolescentes contra esse vírus, responsável por provocar, na idade adulta, câncer de colo do útero em mulheres e, outros tipos de câncer”, explicou Leprevost, lembrando que vai utilizar todas as ações promovidas pela SEJUF, como o Paraná Cidadão, para levar mais informações sobre o câncer e as maneiras de prevenir.

O HPV é transmitido pelo contato direto com mucosas infectadas por meio de relação sexual e também pode ser transmitido da mãe para filho no momento do parto. Se seguido à risca, esse esquema vacinal protege contra quatro subtipos desse vírus (6, 11, 16 e 18), com 98% de eficácia. Bruno Azevedo disse que é justamente em adolescentes e mulheres jovens o maior risco de ter o primeiro contato com o HPV e desenvolver a infecção crônica que pode levar ao câncer de colo uterino. “O amadurecimento do sistema imunológico se consolida nessa faixa etária. Daí a necessidade de vacinação de meninas antes de um provável primeiro contato com o vírus”, afirmou o médico, lembrando que a vacinação de meninos, além de prevenir as neoplasias relacionadas ao HPV em homens, como câncer de pênis, canal anal e cavidade oral, também reduz a prevalência do vírus na comunidade, diminuindo o risco global de contaminação.

Cabe salientar ainda que a vacinação não é restrita às idades em destaque durante as campanhas nacionais. Têm indicação à imunização, ainda portadores do vírus HIV de 9 a 26 anos ou pessoas com câncer em uso de quimioterapia e radioterapia (ambos os sexos), além de quem já foi submetido a algum transplante de órgão.

Os meninos e meninas com mais de 14 anos devem consultar seu médico de confiança sobre a vacinação de HPV, para definição da indicação clínica, ou não, de vacinação nesta faixa etária.

Estudos feitos pelo Instituto Nacional de Câncer (INCA) mostram que o câncer foi a segunda causa de morte em adolescentes e jovens adultos de 15 a 29 anos, entre 2009 e 2013, ficando atrás apenas de “causas externas”, como acidentes e mortes violentas. O tumor de colo de útero é o principal deles. E entre as mulheres de 25 a 29 anos, esse tumor foi a principal causa de morte por câncer.

Para se vacinar, basta comparecer a uma unidade de saúde - Sistema Único de Saúde (SUS). A imunização é gratuita e deve ser realizada. Devemos lembrar que a saúde não é responsabilidade apenas das autoridades responsáveis, mas de todos nós, principalmente dos pais! Portanto devemos estar atentos e garantir a saúde das nossas crianças.





Twitter - Políticos

Jair Bolsonaro


Ratinho Junior


Rafael Greca


Álvaro Dias


Flavio Arns


Professor Oriovisto Guimarães

S5 Box