quinta, 12 de dezembro de 2019


Ter, 09 de Julho de 2019 21:00

CHEGA DE ENROLAÇÃO: Servidores ocupam Assembleia e dizem que só saem com nova proposta


Servidores fazem ato desde as primeiras horas do dia no Centro Cívico

Em greve há exatas duas semanas, os servidores estaduais decidiram ocupar a Assembleia Legislativa do Paraná (Alep) na tarde desta terça-feira (9). De acordo com as categorias, a decisão pelo movimento se deu após uma fala do deputado Ricardo Arruda (PSL), que foi considerada desrespeitosa pelo funcionalismo.

O secretário de comunicação da APP-Sindicato, Luiz Fernando Rodrigues, afirmou que são cerca de 600 servidores nas galerias. “O deputado ofendeu os servidores e foi decidido pela ocupação. Se o clima já era tenso, ficou ainda mais. Além das galerias, as rampas estão todas tomadas pelos servidores”, disse.

Com a ocupação, os servidores esperam receber uma nova proposta para liberar a Alep. Segundo Rodrigues, toda a situação foi muito pacífica.

A Polícia Militar acompanha toda a movimentação dos servidores.

Mobilização

Os servidores protestam no Centro Cívico desde o começo da manhã. Eles rejeitaram a proposta de 5,09% em quatro parcelas até 2022 e se organizam em novo protesto. No começo desta manhã, caravanas do interior, com professores, funcionários de escolas e servidores se concentraram na Praça 19 de Dezembro e seguiram em caminhada até a Praça Nossa Senhora da Salete, em frente ao Palácio Iguaçu.

Ontem, o Governo do Paraná acenou para uma nova proposta aos servidores estaduais. Em pronunciamento na tribuna da Assembleia Legislativa do Paraná (Alep), o líder do governo Hussein Bakri (PSD) disse que uma contraproposta do Fórum das Entidades Sindicais (FES) foi recebida e prevê um parcelamento no reajuste, mas com a primeira reposição de 2% acontecendo em janeiro. Os servidores, porém, pedem para ela aconteça ainda em outubro deste ano.



Twitter - Políticos

Jair Bolsonaro


Ratinho Junior


Rafael Greca


Álvaro Dias


Flavio Arns


Professor Oriovisto Guimarães

S5 Box