terça, 17 de setembro de 2019


Ter, 23 de Julho de 2019 18:20

Brexit: o que escolha de novo premiê diz sobre rumos de saída do Reino Unido da União Europeia


Boris Johnson venceu eleição de seu partido com dobro de votos do adversário, atual ministro de Relações Exteriores do Reino Unido, Jeremy Hunt; Johnson foi um dos líderes da campanha pelo Brexit e quer que o país deixe o bloco europeu.

A novela do Brexit caminha para mais um capítulo. Nesta terça-feira (23), o Partido Conservador anunciou o resultado da eleição para escolher o novo líder da sigla e futuro primeiro-ministro do Reino Unido. É a pessoa que deverá conduzir, a partir de agora, a ruptura do país com a União Europeia.

Por 92.153 votos a 46.656, o ex-ministro de Relações Exteriores e ex-prefeito de Londres (2008-2016) Boris Johnson, líder da campanha pelo Brexit quando o plebiscito foi realizado em 2016, foi eleito, derrotando o adversário Jeremy Hunt, atual ministro de Relações Exteriores.

A primeira-ministra, Theresa May, vai deixar o posto na quarta (24), após ver sua proposta de acordo para a saída da União Europeia derrotada três vezes no Parlamento.

Tanto Johnson quanto Hunt são defensores do Brexit, mas o vencedor da eleição quer que o Reino Unido deixe o bloco europeu em 31 de outubro, com ou sem acordo e regras de transição.

Já Hunt tinha uma postura mais moderada e admitia a possibilidade de negociar uma prorrogação da data para negociar um entendimento que amortecesse o impacto do Brexit.

"Nós vamos entregar o Brexit, unir o país e derrotar Jeremy Corbyn (líder do Partido Trabalhista). Nós vamos concluir o Brexit até o dia 31 de outubro, com todas as oportunidades que ele nos trará", disse Johnson no seu primeiro discurso, após ser anunciado como vitorioso na eleição.

Com a escolha por Johnson será que o Reino Unido caminha mesmo para uma ruptura radical com a União Europeia? Qual o impacto disso para o país? E de que maneira o Brasil poderá ser afetado?

Que cenário o novo premiê vai herdar

O novo primeiro-ministro vai herdar a crise política que permeia o Brexit e que já derrubou dois premiês (além de May, David Cameron, que renunciou diante dos resultados pró-Brexit do plebiscito realizado em 2016).

Depois de dois adiamentos a pedido do governo britânico, a data para o Brexit foi marcada para o dia 31 de outubro. Há pouca esperança de que seja possível encontrar um entendimento até essa data.




Twitter - Políticos

Jair Bolsonaro


Ratinho Junior


Rafael Greca


Álvaro Dias


Flavio Arns


Professor Oriovisto Guimarães

S5 Box