terça, 17 de setembro de 2019


Qua, 31 de Julho de 2019 18:30

Doleiro Dario Messer é preso pela Polícia Federal do Rio


De acordo com as investigações, o 'doleiro dos doleiros' estava na casa de uma amiga nos Jardins e ficava entre a capital paulista e o Paraguai.

O doleiro Dario Messer, apontado como o "doleiro dos doleiros", foi preso em São Paulo nesta quarta-feira (31), às 16h40, pela Polícia Federal do Rio.

Messer estava foragido desde maio de 2018, quando foi deflagrada a Operação Câmbio Desligo, desdobramento da Lava Jato no Rio de Janeiro. A investigação descobriu que doleiros movimentaram US$ 1,6 bi em 52 países. Dario Messer era o principal alvo.

Essa é a primeira vez que Dario Messer é preso. O doleiro responde a inquéritos policiais desde o fim dos anos de 1980. Neste período movimentou dinheiro de forma suspeita de políticos, entre eles, o ex-governador Sérgio Cabral, empresários e criminosos.

Doleiro é investigado desde os anos 1980

Dario Messer está no radar da Polícia Federal há cerca de 30 anos com citações em inquéritos policiais desde o fim dos anos 1980. Já naquela época, o doleiro aparecia como operador de personalidades como o então patrono da Escola de Samba Salgueiro, Waldomiro Paes Garcia, o Miro.

Há 15 anos, a Comissão Parlamentar de Inquérito do Banestado também esbarrou em Messer. Na ocasião, foi descoberta uma movimentação de forma irregular de R$ 8 bilhões, entre 1996 e 2002 ligada ao doleiro. Na ocasião, foi pedido o indiciamento do doleiro que sequer foi preso.

já no escândalo do Mensalão, a PF apontou o doleiro como o responsável por enviar US$ 1 bilhão de forma irregular para o exterior e depositar o valor equivalente em reais em contas para integrantes do PT no Banco Rural.

Dario Messer também apareceu no caso Swissleaks como proprietário de uma offshore no Panamá.




Twitter - Políticos

Jair Bolsonaro


Ratinho Junior


Rafael Greca


Álvaro Dias


Flavio Arns


Professor Oriovisto Guimarães

S5 Box