quinta, 12 de dezembro de 2019


Qui, 26 de Setembro de 2019 11:00

Polícia Rodoviária Federal é parabenizada pelo Poder Legislativo por seus 91 anos

(Foto: Orlando Kissner/Alep) (Foto: Orlando Kissner/Alep)


Os 91 anos de fundação da Polícia Rodoviária Federal (PRF) foram comemorados na noite desta quarta-feira (25) com uma sessão solene na Assembleia Legislativa do Paraná (Alep), proposta pelo deputado Hussein Bakri (PSD). “A Polícia Rodoviária Federal desempenha papel relevante no dia a dia dos brasileiros. Temos que destacar seu cuidado com o trânsito, a dedicação no combate ao crime, ao tráfico de drogas e às milícias armadas, colocando, inclusive suas vidas em risco para defender a população. Temos muito orgulho dela”, declarou o parlamentar.

O encerramento da Semana Nacional de Trânsito – realizada entre 18 e 25 de setembro - também foi destaque da cerimônia. Com o tema No trânsito, o sentido é a vida, foram realizadas em todo país campanhas e ações programadas para atrair a atenção da sociedade, especialmente motoristas, pedestres e passageiros, para o debate sobre o comportamento de todos nas estradas e propor uma reflexão sobre novas atitudes frente à mobilidade.

De acordo com o diretor geral da Polícia Rodoviária Federal, Adriano Furtado, o reconhecimento da Assembleia Legislativa engrandece a corporação “ao mesmo tempo em que nos traz a responsabilidade de continuar a prestação de serviço ao cidadão. Envolver o Legislativo, o Executivo e o Judiciário neste evento é o norte do funcionamento da PRF, que é focada em somar as forças com as instituições para, integradas, trazer bons resultados aos brasileiros”, afirmou.

Para o vice-governador Darci Piana, o trabalho da PRF deve ser reverenciado. “Ela é a nossa segurança nas estradas, a nossa inteligência no controle contra o tráfico de drogas, de armas e contrabando. Somos um país com muitas fronteiras secas, como no caso do Paraná, com a Argentina. Esta homenagem é pelo que ela fez, está fazendo e fará por nossa segurança. O povo do nosso estado e do Brasil agradece todo o esforço que este pessoal tem feito por nós”, ressaltou.

Segundo o superintendente da Polícia Rodoviária Federal no estado do Paraná, Ismael de Oliveira, a Semana Nacional de Trânsito envolve os órgãos das esferas municipal, estadual e federal na mobilização pela segurança das pessoas. “Indiferente ao meio de transporte que se esteja usando no trânsito, o bem maior e igual para todos, é a vida. A campanha é um apelo por uma relação comum e harmoniosa no trânsito”, explicou.

Participaram da sessão solene ainda: o desembargador Celso Jair Mainardi, representando o Tribunal de Justiça do Paraná (TJ-PR); o embaixador Igor Kipman, chefe do escritório de representações no Paraná, do Ministério das Relações Exteriores; o juiz Jean Carlo Leeck, representando o Tribunal Regional Eleitoral (TRE); o tenente coronel Naason Polak, comandante do Batalhão de Polícia de Trânsito (BPTRAN).

Também: o major Mario Antônio Machado Pereira, do Batalhão da Polícia Rodoviária Estadual; o secretário municipal da Defesa de Trânsito de Curitiba, Guilherme Rangel; o ex-diretor da Polícia Rodoviária Federal, Hélio Cardoso Derenne; e o presidente do Sindicato dos policiais rodoviários federais, Sidnei Nunes de Souza.

Exposição – No Espaço Cultural da Assembleia Legislativa foi montada uma exposição com material utilizado nas nove décadas de atividades da Polícia Rodoviária Federal nas ações de prevenção e no combate ao crime, como os controladores de velocidade (radares) e etilômetros (bafômetros), além de quatro motocicletas Harley Davidson de diferentes épocas e uma foto do decreto que criou a Polícia Rodoviária Federal. No estacionamento da Alep ficou em exposição um “fusca” ano 1974 que foi usado como viatura da PRF no passado.

De acordo com o policial rodoviário federal, Claudio Abreu, coordenador do Espaço Histórico Cultural da Sétima Superintendências da Policia Rodoviária Federal no Paraná, a evolução dos equipamentos demonstra a atualização no trabalho pela segurança e prevenção ao crime. “Avançamos muito em tecnologia, a PRF hoje é extremamente tecnológica. Modernizamos nossos meios de atuação, incluindo nossas viaturas, processos e procedimentos. A Polícia Rodoviária hoje é a que mais apreende drogas no mundo”, explicou.

“A prevenção do acidente de trânsito é nossa missão primordial, mas a tecnologia nos possibilitou o auxílio no combate à criminalidade, como o tráfico de drogas, furto de veículos, de carga, à exploração sexual infantil ao longo das rodovias por todo Brasil, além do serviço de educação para o transito, muito forte em nossa instituição. É um trabalho muito forte que começa pelas escolas, transmitindo as informações às crianças”, contou.

História - A Polícia Rodoviária Federal (PRF), instituição policial subordinada ao Ministério da Justiça e Segurança Pública, foi criada pelo presidente Washington Luís no dia 24 de julho de 1928 (dia da Polícia Rodoviária Federal), com a denominação inicial de "Polícia de Estradas". Em 23 de julho de 1935 (dia do Policial Rodoviário Federal), foi criado o primeiro quadro de policiais da hoje Polícia Rodoviária Federal, denominados, a época, "Inspetores de Tráfego".

No ano de 1945, já com a denominação de Polícia Rodoviária Federal, a corporação foi vinculada ao extinto Departamento Nacional de Estradas de Rodagem (DNER). Em 1988, com a Constituinte, a Polícia Rodoviária Federal foi integrada ao Sistema Nacional de Segurança Pública, ficando responsável pelo patrulhamento ostensivo das rodovias federais.(Imprensa ALEP)




Twitter - Políticos

Jair Bolsonaro


Ratinho Junior


Rafael Greca


Álvaro Dias


Flavio Arns


Professor Oriovisto Guimarães

S5 Box