quinta, 17 de outubro de 2019


Sex, 04 de Outubro de 2019 16:40

Desemprego cai a 3,5% nos EUA, menor índice em 50 anos


Mas economia do país criou 136 mil empregos no mês passado, depois de adicionar 168 mil em agosto.

A criação de vagas nos Estados Unidos aumentou em setembro, com a taxa de desemprego caindo para perto da mínima de 50 anos de 3,5%, o que poderia atenuar as preocupações do mercado financeiro de que a economia possa estar à beira de uma recessão em meio a persistentes tensões comerciais. O anúncio foi feito pelo Departamento de Trabalho dos EUA nesta sexta-feira (4).

Foram criados 136 mil postos de trabalho no mês passado, informou o governo. Os dados de agosto foram revisados para mostrar abertura de 168 mil vagas, em vez das 130 mil relatadas anteriormente.

No entanto, o relatório mensal de empregos do Departamento do Trabalho mostrou que o crescimento mensal dos salários permaneceu inalterado e a criação de novos postos de trabalho na indústria diminuiu pela primeira vez em seis meses, com o setor de varejo continuando a perder empregos.

O relatório veio na esteira de uma série de dados econômicos fracos, incluindo queda na atividade industrial para a mínima de mais de uma década em setembro e uma forte desaceleração no crescimento do setor de serviços, para os níveis mais fracos desde 2016.

Com sinais de que a guerra comercial prolongada do governo Trump contra a China está contaminando a economia em geral, a força contínua do mercado de trabalho é uma defesa importante contra uma crise econômica.

O número de novas vagas em agosto foi provavelmente limitada por fatores sazonais relacionados à saída de jovens de seus empregos de verão para retornarem à escola. Economistas consultados pela Reuters previam a criação de 145 mil vagas nos EUA em setembro.




Twitter - Políticos

Jair Bolsonaro


Ratinho Junior


Rafael Greca


Álvaro Dias


Flavio Arns


Professor Oriovisto Guimarães

S5 Box