quinta, 17 de outubro de 2019


Sáb, 05 de Outubro de 2019 18:24

Trump impedirá a entrada de imigrantes que não possam pagar seguro médico

Chega de curar quem não reconhece depois Chega de curar quem não reconhece depois


Estados Unidos pretendem barrar quem queira visitar o país sem seguro médico ou dinheiro para despesas com saúde. Medida passa a valer a partir de 3 de novembro.

Os Estados Unidos impedirão que os imigrantes entrem se não tiverem seguro médico ou forem incapazes de pagar suas despesas de saúde, de acordo com um documento com a assinatura do presidente Donald Trump divulgado nesta sexta-feira (4).

O pessoal consular só pode conceder vistos a imigrantes que possam provar que "não irão impor um ônus substancial" ao sistema de saúde dos Estados Unidos, de acordo com este texto.

"Os imigrantes legais têm três vezes mais chances de não ter seguro de saúde do que os cidadãos dos Estados Unidos", afirmou Trump em anúncio presidencial.

"Os imigrantes que entram no país não devem incorrer em custos mais altos em nosso sistema de saúde e, portanto, para os contribuintes dos Estados Unidos", acrescenta.

A medida entrará em vigor no dia 3 de novembro.

Trump fez desse tema uma questão fundamental na plataforma de sua campanha presidencial em 2016 com uma política dura contra a imigração.

Da Casa Branca, ele promoveu reformas da legislação sobre imigração, além de ter solicitado às autoridades que realizassem deportações em massa de pessoas que estavam ilegalmente nos Estados Unidos.

Na semana passada, o governo americano anunciou um plano para reduzir drasticamente a taxa de admissão de refugiados depois de fechar vários acordos de imigração com a América Central.(Da France Presse)




Twitter - Políticos

Jair Bolsonaro


Ratinho Junior


Rafael Greca


Álvaro Dias


Flavio Arns


Professor Oriovisto Guimarães

S5 Box