quinta, 17 de outubro de 2019


Seg, 07 de Outubro de 2019 16:56

Nobel de Medicina vai para William Kaelin, Sir Peter Ratcliffe e Gregg Semenza

Vai para... Vai para...


A pesquisa dos três envolve entender como as células detectam e se adaptam à disponibilidade de oxigênio; aplicações dessas descobertas já estão sendo feitas em tratamentos contra anemia e podem levar a estratégias para tratar algumas formas de câncer.

Os americanos William Kaelin e Gregg Semenza e o britânico Sir Peter Ratcliffe são os ganhadores do Prêmio Nobel 2019 de Medicina. A pesquisa dos três envolve entender como as células detectam e se adaptam à disponibilidade de oxigênio.

Aplicações derivadas dessas descobertas, feitas nos anos 90, já estão sendo aplicadas em tratamentos contra anemia, segundo o comitê do Nobel, e podem levar a estratégias para tratar algumas formas de câncer (veja mais abaixo).

A importância da pesquisa se deve, disseram os especialistas, ao fato de que as células precisam ser capazes de perceber a quantidade de oxigênio disponível para adaptar sua atividade metabólica.

Isso acontece, por exemplo, quando o corpo humano vai a altas altitudes ou sofre um ferimento - isso faz com que a quantidade de oxigênio disponível diminua, ativando a chamada resposta hipóxica das células.

"Os três laureados expandiram o conhecimento de como a resposta fisiológica torna a vida possível", afirmou Randall Johnson, membro do comitê do Nobel e professor de fisiologia molecular e patologia na Universidade de Cambridge.




Twitter - Políticos

Jair Bolsonaro


Ratinho Junior


Rafael Greca


Álvaro Dias


Flavio Arns


Professor Oriovisto Guimarães

S5 Box