quarta, 13 de novembro de 2019


Ter, 05 de Novembro de 2019 09:54

Governo firma contrato para Tecpar prestar serviços de P&D em energia


O Instituto de Tecnologia do Paraná (Tecpar) vai desenvolver sistemas inteligentes e inovadores para a Energética Suape II, empresa que comercializa energia elétrica gerada por usina termelétrica. O contrato foi assinado em solenidade com o governador Carlos Massa Ratinho Junior, nesta segunda-feira (4), no Palácio Iguaçu, em Curitiba.

O governador destacou que o foco do Tecpar está no desenvolvimento de projetos inovadores junto ao mercado. "A ideia é que o Tecpar desenvolva junto a seus parceiros soluções para levar inovação para todo o Brasil. O instituto tem quase 80 anos e, com uma equipe técnica capacitada, é um centro tecnológico que atende o país inteiro", afirmou Ratinho Junior.

Um dos projetos trará melhoria na geração de energia. Para gerar energia, a usina termelétrica utiliza o briquete, que é um bloco de serragem compactado, feito com resíduos florestais. Porém, nem todo o resíduo de madeira pode ser utilizado. Hoje, o resíduo é levado até a usina, para que lá o material mais adequado seja selecionado para gerar o briquete.

O Tecpar foi contratado para desenvolver um sistema inteligente para a seleção das madeiras que serão utilizadas para produzir o briquete. A ideia é que um caminhão com esse sistema inteligente fique no local onde estão os resíduos florestais e selecione automaticamente aqueles que são mais adequados.

Esse sistema inovador, ao selecionar o material, o compactaria e o deixaria pronto para ser levado para a usina. Com isso, o caminhão transportará apenas o que será consumido, dando mais eficiência ao processo.

TRANSFORMADORES - Após a energia ser gerada, ela tem que ser adequada até poder ser consumida. Um dos equipamentos que faz essa adequação é o transformador de potência. O processo de transformação de energia hoje é monitorado e gera dados sobre o procedimento.

Nesse projeto, a inovação desenvolvida pelo Tecpar será um sistema inteligente de monitoramento, para que os dados gerados no processo de transformação de energia possam ser utilizados para prever problemas no equipamento, com a finalidade de evitar paradas para manutenção. Além disso, diagnosticando com antecedência, é possível realizar reparos e com isso ampliar a vida útil do transformador.

COMPETÊNCIA - Para o diretor-presidente do Tecpar, Jorge Callado, ao participar de projetos de Pesquisa e Desenvolvimento o instituto reforça sua vocação como centro de tecnologia e inovação. "O Tecpar tem competência para atender a indústria brasileira com soluções inovadoras, a serem desenvolvidas em parceria e, ao mesmo tempo, proporcionar a formação de pesquisadores para geração de empregos de alto impacto e novos negócios", disse Callado.

José Faustino, diretor de Operações da Energética Suape II, acredita que o desenvolvimento do projeto em conjunto com o Tecpar levará inovações a todo o setor elétrico. "O Tecpar é um instituto de renome no mercado e queremos, no desenvolvimento dos projetos de P&D, gerar inovações que possam ser utilizadas por toda a cadeia de energia", salientou. O projeto contará com o apoio do Parque Tecnológico de Itaipu e do Instituto Gnarus.

ENERGÉTICA SUAPE II - A Energética Suape II tem como objetivo a geração, o suprimento e a comercialização de energia elétrica através da UTE Suape II, usina termelétrica a óleo combustível com capacidade instalada de 381,2 MW - o que lhe confere à usina o título de maior termelétrica a óleo do Brasil, com operação desde 2013. São clientes da Energética Suape II 35 distribuidoras, que levam a energia elétrica gerada à população de diversas regiões do país.(Imprensa TECPAR)






Twitter - Políticos

Jair Bolsonaro


Ratinho Junior


Rafael Greca


Álvaro Dias


Flavio Arns


Professor Oriovisto Guimarães

S5 Box