quarta, 22 de janeiro de 2020


Seg, 09 de Dezembro de 2019 17:54

Governo do Paraná anuncia obras em rodovias com R$ 150 milhões do acordo de leniência da Ecorodovias

Pedágio paga obra que Estado jamais faria.... Pedágio paga obra que Estado jamais faria....


O Governo do Paraná anunciou nesta segunda-feira (9) as obras que serão realizadas pela Ecorodovias. O investimento de R$ 150 milhões será realizado com dinheiro do acordo de leniência do Ministério Público Federal (MPF) com a concessionária.

As melhorias beneficiarão alguns trechos de rodovias das empresas Ecovia e Ecocataratas, ambas controladas pela Ecorodovias. Veja abaixo.

As obras passarão pelas cidades de Cascavel, Campo Bonito, Guaraniaçu, Foz do Iguaçu, no oeste do Paraná, Laranjeiras do Sul, Guarapuava, na região central, Paranaguá, Pontal do Paraná, no litoral paranaense, São José dos Pinhas e Curitiba.

"A ideia é de que comece de imediato, conforme os projetos, que foram feitos pela empresa, fiquem prontos. As escolhas foram escolhas técnicas, onde tinha o maior índice de violência nas rodovias, número de mortes", disse o governador Ratinho Junior (PSD)

O acordo prevê a recuperação de R$ 400 milhões, que devem ser pagos até o fim das concessões, em 2021.

A concessionária é investigada na Operação Integração, que apura crimes como corrupção, fraude a licitações e lavagem de dinheiro na gestão dos contratos de concessões de rodovias federais no Paraná.

Obras da Ecocataratas

Trevo Cataratas da BR-277 (Cascavel)

  • Interseção em desnível

Segundo o governador, o trevo é o principal gargalo logístico do Paraná. A obra será executada em duas fases, com implementação de viadutos e retirada dos semáforos.

No Trevo Cataratas passam mais de 30 mil veículos por dia, conforme o projeto. O local une as rodovias BR-369, no sentido de Maringá, a BR-277, entre Guarapuava e Foz do Iguaçu, a BR-467, em direção a Toledo, além da Avenida Brasil, que é principal via de acesso a Cascavel.

Trevo Charrua e viaduto Costa e Silva (Foz do Iguaçu)

  • Construção de vias marginas na BR-277

Trecho da BR-277 (Cascavel até Guarapuava)

  • Implantação de terceiras faixas

Obras da Ecovia

  • Extensão de 296 quilômetros

PR-407 entroncamento com a PR-412 (Pontal do Paraná)

  • Duplicação e extensão de 830 metros em cada sentido

Avenida Ayrton Senna (Paranaguá)

  • Construção de passarela

BR-277 (São José dos Pinhais)

  • Construção de passarela

PR-508 (retorno a Curitiba)

  • Implantação de alça de retorno
  • R$ 220 milhões em redução de tarifas;
  • R$ 150 milhões em obras rodoviárias;
  • R$ 30 milhões em multa.

Como o acordo prevê o pagamento:

Segundo o MPF, a empresa apresentou informações e provas "relevantes sobre a participação de terceiros nos crimes" e se comprometeu a "implementar medidas especiais a fim de evitar a repetição de condutas similares no futuro".

A Ecorodovias também concordou em se sujeitar a um monitoramento independente por 32 meses. De acordo com a força-tarefa, o trabalho será realizado por profissionais especializados pagos pela empresa e supervisionados pelo MPF.

Operação Integração

As irregularidades em concessões de rodovias federais do Paraná, que fazem parte do Anel de Integração, foram alvos das operações Integração III.

De acordo com o MPF, as empresas pagaram pelo menos R$ 35 milhões de propina pra conseguir essas mudanças nos contratos. O desvio de dinheiro estimado no esquema dos pedágios chega a R$ 8,4 bilhões.

Criado em 1997, o Anel de Integração interliga as principais cidades do Paraná. São seis lotes de concessão de estradas federais por um prazo de 24 anos. O Anel de Integração tem 2,4 mil quilômetros. As concessões vão até 2021.




Twitter - Políticos

Jair Bolsonaro


Ratinho Junior


Rafael Greca


Álvaro Dias


Flavio Arns


Professor Oriovisto Guimarães

S5 Box