Qui, 09 de Abril de 2020 15:08

EM MEIO ÁS MÁS, UMA BOA... Covid-19 não afeta safra brasileira de grãos



A pandemia enfrentada pelo mundo de COVID-19 não afetou o andamento da safra brasileira. Os agricultores seguem com suas atividades dentro da normalidade adotando os cuidados recomendados, além de conseguir realizar os tratos culturais, como adubação e aplicação de defensivos, no período recomendado.

Com as culturas de primeira safra em fase final de colheita e as de segunda com as áreas semeadas próximas da conclusão, sobretudo milho segunda safra, a produção de grãos no país poderá atingir, nesta safra, um volume de 251,8 milhões de toneladas, 4% ou 9,7 milhões de toneladas superior à obtida na safra anterior. Para a área plantada, neste sétimo levantamento, estima-se crescimento de 2,9% ou 1,85 milhão de hectares, situando-se em 65,1 milhões de hectares. É o que indica a Companhia Nacional de Abastecimento (Conab), que reuniu a imprensa através de conferência online nesta quinta-feira (09), direto de Brasília, para divulgar o 7º Levantamento da Safra.

Soja

Produção estimada em 122,1 milhões de toneladas, ganho de 6,1% em relação à safra 2018/19. Comparativamente ao levantamento anterior houve perda de 1,7%, influenciada, sobretudo, pelas condições climáticas desfavoráveis no Rio Grande do Sul.

Milho primeira safra

Com a proximidade do fim da colheita, a produção se confirma em 25,3 milhões de toneladas, 1,5% inferior à safra passada.

Milho segunda safra

Crescimento de 4,5% na área de plantio, posicionando-se em 13,5 milhões de hectares, resulta numa estimativa de 75,4 milhões de toneladas.

Milho terceira safra

Com os plantios em maio e junho na região de Sealba (Sergipe, Alagoas e nordeste da Bahia), Pernambuco e Roraima, as estimativas iniciais indicam uma área plantada em torno de 511 mil hectares, e produção de 1,16 milhão de toneladas.

Milho total

A estimativa nacional de plantio do milho, considerando a primeira, segunda e terceira safras, na temporada 2019/20, deverá apresentar uma área de 18,2 milhões hectares, e uma produção de 101,9 milhões de toneladas.

Algodão

As condições climáticas têm favorecido o desenvolvimento da cultura que, aliada ao ganho de área, resulta numa produção de 2,88 milhões de toneladas de pluma, 3,7% superior à safra passada.

Arroz

A produção está estimada em 10,6 milhões de toneladas, 1,2% superior ao volume produzido na safra passada. Dessas, 9,7 milhões de toneladas são de cultivo irrigado e 0,9 milhão de toneladas em áreas de plantio de sequeiro.

Feijão primeira safra

Com a colheita finalizada, a produção ficou em 1,07 milhão de toneladas, 8,3% superior ao volume produzido na última safra.

Feijão segunda safra

Redução de 1,1% na área cultivada. Cultura em desenvolvimento e as condições climáticas são favoráveis, o que deve permitir uma produção de 1,33 milhão de toneladas. Dessa produção, 638,5 mil toneladas são de feijão-comum cores, 271,8 mil toneladas de feijão-comum preto e 418,1 mil toneladas de feijão-caupi.

Safra inverno 2020

Aveia, canola, centeio, cevada, trigo e triticale: plantio ainda incipiente. Estima-se crescimento de 2,1% na área a ser plantada. Para o trigo, principal cultura, a intenção é de aumento de 2,4%, passando para 2,09 milhões de hectares na nova safra.
(Fonte: Imprensa Climatempo)







--:--/--:--

 




Twitter - Políticos

Jair Bolsonaro


Ratinho Junior


Rafael Greca


Álvaro Dias


Flavio Arns


Professor Oriovisto Guimarães

S5 Box