segunda, 19 de novembro de 2018


Qua, 02 de Janeiro de 2013 19:20

Foz: Reni Pereira começa mandato declarando ‘calote’


O primeiro ato do agora prefeito de Foz do Iguaçu, Reni Pereira (PSB), logo após a transmissão oficial do cargo pelo ex-prefeito Paulo Mac Donald Ghisi (PDT), foi suspender os cheques emitidos pela administração anterior no final do ano e declarar moratória. O prazo de suspensão do pagamento dos fornecedores será determinado na tarde desta quarta-feira (2), por meio de decreto. Parte da receita emergencial, adiantou, virá do Programa de Recuperação Fiscal (Refis) a ser anunciado nos próximos dias.

Segundo o ex-deputado estadual e agora chefe do Executivo iguaçuense, a prioridade no pagamento será a gratificação natalina e o salário de dezembro dos servidores, cerca de R$ 30 milhões. “O que temos hoje em caixa é insuficiente para honrar essas contas, mas faremos o possível para resolver isso o quanto antes.” Pereira estima que a dívida total da prefeitura, somada as de curto, médio e longo prazo, se tivessem que ser pagas hoje, consumiriam o equivalente ao orçamento de dois anos, ou seja, mais de R$ 1 bilhão.

Em um rápido balanço feito durante a entrevista coletiva à imprensa minutos depois de assinar a ata de transmissão já no gabinete, o prefeito enumerou o saldo de algumas contas. “Quase todo o dinheiro em caixa estava em contas vinculadas, com finalidade específica. Outras, como a de iluminação pública, até o dia 29 de dezembro tinha R$ 1,47 milhão, a do Banco do Brasil estava negativa em R$ 9,64 milhões e a de royalties recebidos de Itaipu também com saldo negativo de R$ 1,69 milhão.”

Pereira também anunciou alguns secretários como Melquizedeque de Souza (Tecnologia da Informação). O chefe da equipe de transição, Ademar da Silva, acumulará temporariamente as pastas de Governo, Fazenda e Administração. Outros membros já eram conhecidos: a vice-prefeita Ivone Barofaldi (Desenvolvimento Econômico), Anderson Andrade (Esportes), Alexandre Freire (Fundação Cultural), Odair da Silveira (Saúde), João Matkievicz (Agricultura), Shirlei de Carvalho (Educação), a primeira-dama Claudia Pereira (Família) e Jozélia Broliani (Procuradoria-Geral do Município).




Twitter - Políticos

Michel Temer


Beto Richa


Rafael Greca


Álvaro Dias


Gleisi Hoffman


Roberto Requião

S5 Box