quinta, 27 de fevereiro de 2020


Qua, 09 de Janeiro de 2013 14:50

Governador libera R$ 4 milhões para equipar hospitais filantrópicos


O governador Beto Richa autorizou nesta semana a celebração de novos convênios com hospitais filantrópicos do Estado para compra de equipamentos médicos e cirúrgicos. São cerca de R$ 4 milhões que beneficiarão 11 hospitais de várias regiões, melhorando o atendimento à população através do Sistema Único de Saúde.
Os convênios beneficiam a Santa Casa de Misericórdia de Maringá, Santa Casa, Hospital Bom Jesus e Hospital Vicentino de Ponta Grossa, Santa Casa de Paranavaí, Hospital Cajuru de Curitiba, Santa Casa de Londrina, Hospital Metropolitano de Sarandi, Hospital São Camilo de União da Vitória, Santa Casa de Irati e Hospital da Providência de Apucarana.
Os hospitais beneficiados são credenciados ao Hospsus, programa de apoio aos hospitais públicos e filantrópicos do SUS do Paraná, e recebem recursos para atuarem como retaguarda das Redes Mãe Paranaense e de Urgência e Emergência.
Para Santa Casa de Paranavaí, por exemplo, os recursos somam R$ 670 mil e serão utilizados para compra de equipamentos que viabilizarão a abertura de uma referência para atendimento de oftalmologia no noroeste.
A Santa Casa poderá oferecer consultas, exames especializados e cirurgias oftalmológicas para 85 municípios das regionais de saúde de Paranavaí, Cianorte, Campo Mourão e Umuarama e para algumas cidades da regional de Maringá.
REFERÊNCIA - Segundo o médico oftalmologista da Santa Casa, Rubens Costa Monteiro Filho, os recursos vêm viabilizar um antigo projeto do hospital. “Há sete anos não havia atendimento oftalmológico na Santa Casa e a partir de 2004 começamos com consultas e cirurgias de cataratas. Com os novos recursos poderemos implantar o centro de referência em oftalmologia que vai ampliar o número e a complexidade dos atendimentos”, explicou.
Hoje a Santa Casa faz 150 consultas oftalmológicas por mês e deverá passar a fazer 250, além de outras 100 consultas especializadas em retina. Em 2012, o hospital fez 300 cirurgias de cataratas pelo SUS e a meta será realizar 500 ao ano.
Além disso, os novos equipamentos vão viabilizar a implantação do projeto de prevenção de cegueira por glaucoma, atendimento de pacientes de estrabismo, retinopatia diabética, entre outros procedimentos de alta complexidade oftalmológica.
“Vamos diminuir a fila por procedimentos oftalmológicos de alta complexidade na região e reduzir o número de pacientes que precisam ser transferidos para Curitiba para esse tipo de atendimento. Numa segunda etapa, a Santa Casa irá implantar o serviço de transplantes de córneas”, disse Rubens Filho.




Twitter - Políticos

Jair Bolsonaro


Ratinho Junior


Rafael Greca


Álvaro Dias


Flavio Arns


Professor Oriovisto Guimarães

S5 Box