quarta, 20 de novembro de 2019


Qui, 17 de Janeiro de 2013 12:16

Eis o ‘grande lupanar’ de Brasília, segundo deputado homo, do Psol...


 

Não é novidade, mas a declaração causa espanto vinda de um parlamentar, que bem conhece os meandros da ‘comilança’ (no mau sentido) de Brasília. É sabido que as garotas de programa e os finos bordéis da Capital da República gravitam em torno da Praça dos Três Poderes.

Vamos à informação colhida na Folha.com:

O deputado Jean Wyllys, do PSOL do Rio, afirmou que 60% dos homens do Congresso usam os serviços de prostitutas.

Vale um lembrete:  Wyllys é homossexual e autor do projeto de lei para regulamentar a prostituição – isto, o tal legisla também em causa própria.


A declaração do dito cujo foi feita ao portal iG, ao avaliar qual seria a chance de sua proposta ser aprovada, uma vez que o tema é tabu para a maioria dos deputados.

“Eu diria que 60% da população masculina do Congresso Nacional faz uso dos serviços das prostitutas, então acho que esses caras vão querer fazer uso desse serviço em ambientes mais seguros”, disse.

A frase não foi bem recebida por representantes da bancada evangélica, que pretendem trabalhar pelo arquivamento da proposta.

“Se ele [Wyllys] sabe quem faz isso, por uma questão de responsabilidade eu o desafio a dizer os nomes dos deputados que vão aos prostíbulos”, disse o deputado Anthony Garotinho (PR-RJ), vice-presidente da Frente Parlamentar Evangélica.
(Informações da Folhaonline)

Jean, o deputado homossexual que quer legalizar a prostituição




Twitter - Políticos

Jair Bolsonaro


Ratinho Junior


Rafael Greca


Álvaro Dias


Flavio Arns


Professor Oriovisto Guimarães

S5 Box