domingo, 22 de outubro de 2017


Nacional
O empresário Joesley Batista – um dos donos do grupo J&F – e o diretor de Relações Institucionais do grupo empresarial, Ricardo Saud, decidiram se entregar à Polícia Federal (PF). Os dois delatores da J&F querem se antecipar ao cumprimento do mandado de prisão expedido pelo ministro Luiz Edson Fachin, relator da Lava Jato no Supremo Tribunal Federal (STF). Um dos responsáveis pela defesa dos executivos da J&F, o advogado Pierpaolo Bottini disse  que a decisão de Joesley e Saud… Leia Mais
URGENTE - O ministro Edson Fachin, do Supremo Tribunal Federal (STF), decidiu atender ao pedido do procurador-geral da República, Rodrigo Janot, e mandou prender o empresário Joesley Batista, dono do grupo J&F, segundo o site Antagonista. Fachin também teria atendido aos pedidos de Janot para prender Ricardo Saud, diretor da J&F, e o ex-procurador da República Marcelo Miller. Os pedidos de prisão foram motivados pela descoberta de que os executivos da J&F omitiram informações sobre supostos crimes ao negociar sua delação… Leia Mais
O ministro Edson Fachin, relator da Operação Lava Jato no Supremo Tribunal Federal (STF), remeteu para a primeira instância da Justiça Federal em Brasília uma denúncia apresentada na última quarta (6) contra os ex-presidentes Dilma Rousseff e Luiz Inácio Lula da Silva e o ex-ministro Aloizio Mercadante. A acusação, feita pela Procuradoria Geral da República (PGR), se refere ao episódio da nomeação de Lula como ministro da Casa Civil por Dilma, em março do ano passado, antes de ela ser… Leia Mais
O procurador-geral da República, Rodrigo Janot, pediu nesta sexta-feira (8) ao Supremo Tribunal Federal (STF), por meio de uma ação cautelar, as prisões do empresário Joesley Batista, um dos donos da JBS, de Ricardo Saud, executivo da empresa, e do ex-procurador da República Marcelo Miller. O pedido está sob sigilo - nem a Procuradoria-Geral da República (PGR) nem o Supremo confirmam que foi enviado. A decisão sobre o pedido será tomada pelo ministro Edson Fachin, relator da Operação Lava Jato… Leia Mais
O procurador-geral da República, Rodrigo Janot, apresentou ao Supremo Tribunal Federal (STF) nesta sexta-feira (8) denúncia contra políticos do PMDB do Senado. Foram denunciados os senadores Edison Lobão (MA), Jader Barbalho (PA), Renan Calheiros (AL), Romero Jucá (RR) e Valdir Raupp (RO), além do ex-senador e ex-presidente José Sarney. Também foi denunciado o ex-senador pelo PSDB e ex-presidente da Transpetro Sérgio Machado. De acordo com as investigações, os sete políticos receberam R$ 864,5 milhões em propina paga por fornecedores da Petrobras… Leia Mais
Antonio Palocci, ex-ministro dos governos Lula e Dilma, detalhou em depoimento ao juiz Sérgio Moro como a Odebrecht pagava propina ao Partido dos Trabalhadores (PT). Segundo ele, Lula fez um "pacto de sangue" com Emílio Odebrecht e acertou propina de R$ 300 milhões ao partido. Veja abaixo os trechos do depoimento que mostram como funcionou o esquema, de acordo com Palocci: 1 - Palocci explica que ele é o italiano na planilha da Odebrecht Moro: "O senhor é o italiano,… Leia Mais
  Um dia depois de denunciar os ex-presidentes Dilma Rousseff e Luiz Inácio Lula da Silva e outros integrantes do PT por organização criminosa, a Procuradoria Geral da República voltou a denunciar os dois nesta quarta-feira (6) ao Supremo Tribunal Federal (STF), desta vez por obstrução de justiça. A denúncia se refere ao episódio da nomeação de Lula como ministro da Casa Civil por Dilma Rousseff antes de ela ser afastada do cargo, no processo de impeachment. Dias depois da… Leia Mais
O procurador-geral da República Rodrigo Janot pediu o bloqueio de R$ 6,5 bilhões dos ex-presidentes Lula e Dilma, dos ex-ministros Antônio Palocci (Fazenda e Casa Civil), Guido Mantega (Fazenda), Paulo Bernardo (Planejamento), Edinho Silva (Secretaria da Comunicação) e Gleisi Hoffman (Casa Civil) e, ainda, do ex-tesoureiro do PT João Vaccari Neto. Janot também requereu a condenação de todos os acusados à reparação de danos materiais e morais “causados por suas condutas”, fixando-se um valor mínimo global de R$ 300 milhões.… Leia Mais
Seis parlamentares paranaenses foram incluídos na lista dos “100 Cabeças” do Congresso, elaborada pelo Departamento Intersindical de Assessoria Parlamentar (DIAP), divulgado ontem. Na bancada da Câmara Federal, a lista inclui Alex Canziani (PTB), Luiz Carlos Hauly (PSDB) e Rubens Bueno (PPS). Já no Senado, todos os três representantes do Estado: Alvaro Dias (Podemos), Gleisi Hoffmann (PT) e Roberto Requião (PMDB) foram nomeados entre os mais influentes da Casa. (Política em Debate/Portal Bem Paraná) Leia Mais
nardo e Vaccari O procurador-geral da República, Rodrigo Janot, denunciou ao Supremo Tribunal Federal por crime de organização criminosa os ex-presidentes Luiz Inácio Lula da Silva e Dilma Rousseff; os ex-ministros Antonio Palocci Filho, Guido Mantega, Edinho Silva e Paulo Bernardo; a senadora Gleisi Hoffmann, presidente nacional do PT; e o ex-tesoureiro do partido João Vaccari Neto. A denúncia, no âmbito da Operação Lava Jato, foi oferecida dentro de inquérito que apura se o PT formou uma organização criminosa para… Leia Mais
As investigações abertas pelo procurador-geral da República, Rodrigo Janot, colocando em xeque a delação do empresário Joesley Batista e de executivos da JBS, deram munição ao Palácio do Planalto. Para auxiliares de Michel Temer, o pronunciamento de Janot “destrói” a delação de Joesley, que atingiu o presidente, e enfraquece a provável segunda denúncia contra ele. Embora Janot tenha dito que a provável rescisão do acordo de delação “não invalida nenhuma prova”, a defesa de Temer avalia a possibilidade de questionar… Leia Mais
<< Início < Anterior 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 Próximo > Fim >>
JPAGE_CURRENT_OF_TOTAL

S5 Box